Impermeabilização em piscinas

Temos dois tipos de piscinas: a elevada em alvenaria e enterrada em concreto. E usamos tipos de impermeabilização diferentes para cada uma delas.

Para a elevada em alvenaria, aplicamos o impermeabilizante do sistema flexível, com trincha ou broxa, em quatro demãos cruzadas, respeitando o consumo por m², com o intervalo mínimo de seis horas entre elas. Ao redor dos ralos e nos cantos arredondados, intercalar entre a primeira e a segunda demão de impermeabilizante, o tecido de poliéster do produto.
Outra opção, é realizar a impermeabilização com o Primer Manta e a Manta Asfáltica em Poliéster 4mm.

Nas piscinas enterradas de concreto, seguimos com o sistema rígido é o mais indicado, aplicamos o impermeabilizante com brocha ou trincha, em quatro demãos cruzadas, respeitando o consumo por m², obedecendo ao intervalo de seis horas entre as demãos como fazemos na elevada em alvenaria, assim que a impermeabilização for concluída, deve-se fazer o teste de estanqueidade, enchendo a piscina por 72 horas para verificar se ocorrem vazamentos ou variação no nível da água.

O teste é fundamental, pois, se houver qualquer falha e a piscina já tiver recebido os acabamentos, fica muito mais caro e complexo solucionar o problema.

O teste de estanqueidade em piscinas impermeabilizadas pode ser feito de três maneiras:

Teste com lâmina d’água por 72 horas;

Teste com equipamento eletrônico “Holiday Detector”;

Teste com equipamento eletrônico com a tecnologia EFV.

O teste mais comum, econômico e simples é o de com lâmina d’água por 72 horas que consiste em cobrir todo o local impermeabilizado com agua no período de 72 horas e marcar o nível da agua, após o prazo verificar o nível do mesmo.

Com o equipamento eletrônico “Holiday Detector” esse equipamento é capaz de localizar e indicar instantaneamente através de sinal acústico e visual uma descontinuidade (furos, poros, trincas ou falhas) em seu revestimento ou proteção anti corrosiva, esse teste pode ser feito já com todos os acabamentos feito na piscinas.

Já o teste com a tecnologia EFVM, permite que este tipo de teste seja feito em construções que já foram impermeabilizadas há bastante tempo e que necessitem realizar um novo teste, com a intenção de analisar se este serviço ainda está estanque.

É importante ressaltar que qualquer tipo de teste de estanqueidade para impermeabilização deve obrigatoriamente ser acompanhado não só pela empresa contratante dos serviços, mas também pela que executou a impermeabilização para realizar os reparos necessários.

É fundamental, no entanto, sempre contar que a execução do teste de estanqueidade para impermeabilização seja feito por empresas especializadas nesse segmento, uma vez que os resultados devem ser analisados por profissionais totalmente preparados para interpretar o resultado do teste executado e desta forma oferecer o melhor serviço aos seus cliente.

Acompanhe nossos serviços nas nossas redes sociais:


Start typing and press Enter to search

Open chat
Fale com nossa equipe